Frio esquenta 44 antes mesmo de queda brusca nos termômetros

Expectativa de representante de lojistas é aumento de 70% nesse período de maio chegando a R$2 milhões. Meterologia prevê até 4ºC para a capital nesta semana

O evento está marcado, mas muita gente não tem roupa apropriada. A previsão de frio de 4ºC a partir desta quarta já tem aquecido as vendas na região da 44. O frio, com a queda acentuada da temperatura chama atenção para a necessidade de aumentar as peças do guarda-roupas ou mesmo renovar o look após dois anos sem grandes eventos sociais nesta época do ano. A expectativa dos lojistas é de dobrar as vendas em relação à 2021.

O vice-presidente da Associação Empresarial da Região 44 (AER-44) , Lauro Naves, acredita que serão movimentados R$2 milhões apenas neste período, sendo 70% de compradores de atacado e 30% de vendas no varejo. As peças, segundo ele, costumam vir de fora do estado, mas a produção local está em ascensão. 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Tem crescido muito em Goiânia e na região metropolitana. São poucos, até porque alguns lojistas buscam estoque no sul de Minas Gerais para revender na 44. Entre produção e venda em média de mil pessoas. De qualquer forma, estamos preparados para o aumento da demanda”, afirma.

O empresário Lucas Silva tem duas marcas de roupas masculina e feminina com sete lojas em Goiânia e cinco no sul do Brasil. Uma delas, a New Concept Wear possui roupas de frio para o público que frequenta um dos shoppings da 44. O anúncio da chegada de uma massa de ar polar fez as vendas subirem desde a semana passada.

LEIA TAMBÉM

• Vai pescar? Produtos apresentam variação de até 200%, em Goiânia• Goiás perde para o América e amarga a zona de rebaixamento• Com dupla ‘Lei do Ex’, Atlético-GO é derrotado pelo São Paulo

As peças custam de R$95,90 a R$199,90. De acordo com o proprietário, as mais procuradas são moletons e jaquetas jeans das mais básicas às mais elaboradas. “Já estamos com as vendas 70% acima do esperado com essa baixa na temperatura se aproximando. No sábado mesmo teve gente comprando para toda a família. Muitas pessoas vêm do interior, onde costuma ser mais frio, para comprar aqui”, destaca.

Tags: