Jornal Diário do Estado

Gatinha prende pata em estrutura metálica e é salva por bombeiros em Goiânia

Mulher tentou ajudar o animal e não conseguiu. Militares precisaram usar um expansor para abrir espaço e resgatar o bichinho sem ferimentos

Uma filhote de gato precisou da ajuda do Corpo de Bombeiros para conseguir se desprender de uma estrutura metálica na manhã desta quinta-feira, 06. Uma mulher acionou os militares para ajudar o animal, que estava com uma das patas presas à parte de uma fachada comercial que havia caído na praça Tamandaré, em Goiânia.

 

A gatinha estava com os quatro filhotinhos durante o resgate. A solicitante que ligou para os Bombeiros havia tentado ajudar o animal a se desvencilhar da estrutura, mas não conseguiu. Eles tiveram que usar um expansor para abrir espaço e soltar a pata do animal sem nenhum ferimento. 

 

O resgate de animais pelos bombeiros é recorrente. Nesta semana, a corporação efetuou o resgate de uma jiboia de aproximadamente um metro de comprimento. O réptil estava percorrendo uma rua de Luziânia, no entorno do Distrito Federal. Os acionamentos são mais frequentes em períodos de chuva ou de queimadas.

Alta

 

O número de resgates de animais peçonhentos em Goiás neste ano é, proporcionalmente, o maior desde 2019. De acordo com o CBMGO, foram 270 ocorrências até o último dia 24 de março, chegando a uma média de 3,25 casos por dia. Em 2019, a média foi de 3,83 casos por dia.

 

Segundo a Biblioteca Virtual da Saúde, do Ministério da Saúde, animais peçonhentos são aqueles que possuem glândulas de veneno e que o injetam com facilidade por meio de dentes ocos, ferrões ou aguilhões. Os exemplos são serpentes, aranhas, escorpiões, lacraias, abelhas, vespas, marimbondos e arraias.

 

Assista ao vídeo: