Home»Cotidiano»Goiânia: aberta comissão para cobrar dívidas de altos valores

Essa comissão funcionará por meio da Procuradoria Geral do Município (PGM) para tentar arrecadar mais de R$ 1 bilhão

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

“Em virtude disso, intensificamos a atuação, uma vez que, na maioria dos casos, estes poucos processos de grande valor ficavam anos parados devido ao grande número de execuções fiscais no judiciário”

A Prefeitura de Goiânia criou o Centro de Inteligência de Grandes Devedores (CIGD) para intensificar a cobrança sobre 2 mil ações de execução fiscal. Essa comissão funcionará por meio da Procuradoria Geral do Município (PGM) para tentar arrecadar mais de R$ 1 bilhão. Este valor corresponde a mais de 80% de todo o crédito de execução fiscal que a prefeitura possui atualmente. A ação visa dar mais agilidade diante dos processos ajuizados de grandes devedores com o Executivo Municipal, segundo o titular da PGM, Brenno Kelvys Souza Marques. “Vamos atuar e recuperar esses valores que poderiam ser investidos em várias áreas da administração pública”, destaca.

Segundo eles, existem devedores com valores acima de R$ 1 milhão.“Em virtude disso, intensificamos a atuação, uma vez que, na maioria dos casos, estes poucos processos de grande valor ficavam anos parados devido ao grande número de execuções fiscais no judiciário”,  ressalta. Com isso, a expectativa é concentrar esforços nas ações maiores de medidas construtivas, como penhora de bens, para a recuperação desdes ativos de grande valor. Entre os devedores, estão empresas de diversos setores, ativas e até inativas, fato este que não inibe a execução. Além disso, o titular lembra que dívidas de IPTU podem acarretar na perda dos imóveis.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!