Goiânia: Idosa toma vacina da gripe no lugar da CoronaVac

Caso aconteceu no Cais Cândida de Moraes, a filha da aposentada ficou indignada.

Nesta quarta-feira (12), a aposentada Maria da Paz Meira, de 62 anos, deveria tomar a 2° dose da CoronaVac, mas acabou recebendo a vacina contra a gripe. O caso ocorreu no Cais Cais Cândida de Moraes, em Goiânia. A filha da idosa, Keila da Paz Meila Ferreira ficou indignada com o erro e questionou a unidade sobre a imunização da mãe, que tomou a primeira dose em abril.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“A imunidade não é a mesma, com certeza não vai ser. Outra coisa: vai ter CoronaVac para a minha mãe? Fiquei muito indignada, voltei, questionei as enfermeiras. Estou revoltadíssima com essa troca de vacinas. Com o papel na mão, fizeram outra vacina” disse Keila.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), o cais foi notificado”para que reforce os cuidados com a vacinação junto a equipe de enfermagem para evitar que mais casos semelhantes ocorram”.  A SMS lamentou o ocorrido e disse que a dose de reforço da idosa está garantida.

Porém, por ter recebido a vacina contra H1N1, a aposentada precisa esperar 14 dias para receber a dose contra a Covid-19. Assim, só completará a imunização 40 dias após ter recebido a primeira dose, o que preocupou a filha, já que as informações do Butantan alertam que o melhor desempenho deste imunizante ocorre quando as doses são aplicadas com o intervalo máximo de 28 dias entre elas.

No entanto a SMS informou que é “improvável que intervalos aumentados entre as doses das vacinas ocasionem a redução na eficácia do esquema vacinal”.

Tags: