Goiânia sedia I Desafio de Slalom em Cadeira de Rodas

Competição reúne atletas com deficiência em desafio de coordenação, força e agilidade

Neste sábado, a prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal dos Esportes, promove o I Desafio de Slalom em Cadeira de Rodas. O evento acontece das 08h às 11h30, no Parque Municipal Odilon Soares.

A competição faz parte de ações que celebram a Luta das Pessoas com Deficiência, no mês de setembro. Oficialmente, a data é comemorada no dia 23, mas conta com programas ao longo do calendário mensal.

O esporte é realizado num circuito de obstáculos a serem ultrapassados no menor tempo possível e com o menor número de erros. Na competição, podem participar atletas com paralisia cerebral, paraplégicos, tetraplégicos e outros atletas com mobilidade reduzida.

Podem participar crianças, jovens e adultos. As inscrições ainda estão abertas pelos contatos (62) 99458-2177 ou (62) 98123-6872.

De acordo com a classificação da deficiência, os atletas são divididos em cinco classes funcionais, sendo D5 para atletas com boa força funcional e pouca limitação de mobilidade, com progressão até D1, para atletas com paralisia severa.

Além disso, também há subdivisões para categorias com cadeiras de rodas manuais ou elétricas.

O objetivo do esporte é passar por um circuito com uma série de obstáculos, no menor tempo possível e com o menor número de erros. O percurso conta ainda com trechos que devem ser percorridos de costas e rampas que aumentam o desafio.

Pontapé Inicial da Modalidade

O evento é apenas o segundo da modalidade no país, de acordo com a gerente de paradesporto da Secretaria Municipal dos Esportes (SMESP), Luzia Inêz.

“A SMESP, por meio da Diretoria de Paradesporto, está dando o pontapé inicial dessa modalidade, que dentre todas as capitais do país, Goiânia será a segunda cidade a sediar este Desafio de Slalom em Cadeira de Rodas. Esse primeiro desafio irá abrir o calendário para os demais que acontecerão todo o ano”.

Entre os principais benefícios para os atletas, está a possibilidade de inclusão por meio da prática de atividade física, além da evolução da prática com cadeira de rodas, desenvolvimento físico e pessoa, e melhoria funcional das atividades do dia-a-dia.

Ao mesmo tempo, o desafio também chama atenção do público sem deficiências, criando um ambiente de educação e sensibilidade que favorece a sociedade.

De acordo com o secretário municipal dos esportes, Álvaro Alexandre, a ação é uma conquista do esporte local.

“O trabalho da equipe de paradesporto da SMESP está sendo muito satisfatório. Desde o início da gestão, o relacionamento e o apoio com os atletas e associações paradesportivas vem se intensificando. E quem colhe os frutos com isso é o esporte goianiense”, destaca.

Confira na íntegra o vídeo que mostra alguns competidores.