Jornal Diário do Estado

Goiás registra a quarta morte de macaco por febre amarela

Cerca de 30% dos goianienses não foram imunizados contra a doença

Nesta terça-feira,20, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) confirmou a quarta morte de macaco por febre amarela em Goiás neste ano. A capital registrou três mortes, enquanto a outra foi em Abadia de Goiás, também na Região Metropolitana.

De acordo com a pasta, a morte do animal é um indicador de que o vírus está circulando, reforçando a importância de vacinação contra a doença.

A SMS informa que a dose é indicada para pessoas com idade entre 9 meses e 59 anos, podendo ser aplicada nas mais de 70 salas de vacinação da capital. Os bebês precisam de reforço aos quatro anos, mas após este período não é necessário tomar outra dose. 

A diretora de Vigilância Epidemiológica de Goiânia, Grécia Carolina Pessoni, afirma que cerca de 30% dos goianienses não foram imunizados. Ela explica que eles estão suscetíveis à contaminação por uma doença que não é registrada em seres humanos nos últimos quatro anos, dentro do estado. 

Foto: Reprodução/TV Anhanguera