Governador do Maranhão diz que Bolsonaro é serial killer

Flávio Dino apontou crimes de responsabilidade do Presidente da República e defendeu a interrupção do mandato

Governador do Maranhão, Flavio Dino esteve ontem no programa “Bom pra todos” da TVT, e durante a entrevista falou sobre os crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro. Nas suas colocações, Dino afirmou que Bolsonaro “é um serial killer“. “Ele pega os tipos penais da Lei 1.079 e percorre ‘com maestria’”, afirmou.

O governador analisou o desempenho do presidente em relação a pandemia da Covid-19 e disse que o mandato dele deveria ser interrompido, para parar “ciclo de danos” promovidos contra o Brasil.  “Nenhum governante do planeta agiu tão mal, diante da pandemia do novo coronavírus, nem pode ficar impune em razão de um desempenho tão desastrado e intencional”, completou Dino.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Dino ainda fez piada com a perseguição de Bolsonaro aos governadores do nordeste: “Ser perseguido pelo Bolsonaro é uma honraria para mim. É um selo de qualidade. Vou colocar até no meu currículo Lattes“. Ele ainda citou as dificuldades impostas pelo presidente no combate ao coronavírus, e disse que se não fosse a ação dos governadores o país já teria chegado a um milhão de mortos:

“Porque aí mesmo que não teria política sanitária alguma, nenhuma. Porque a ampliação de leitos, a busca de medicamentos, insumos, respiradores, máscaras, de luvas, agora de vacinas, sempre teve pressão dos governadores”, explicou Dino.

Por fim, o governador afirmou esperar que tudo seja levado em consideração na CPI da Covid. E disse que não se importa que a CPI também investigue os estados, pois “quem não deve, não teme“.

 

 

Tags: