Jornal Diário do Estado

Governo de Goiás promove práticas de medicina integrativa

SES-GO disponibiliza práticas de acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia e terapia de florais no Cremic, no Jardim Santo Antônio

O Dia Internacional da Medicina Integrativa, prática que traz abordagens terapêuticas interdisciplinares, introduzindo terapias alternativas com resultados comprovados, é comemorado em 23 de janeiro. O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), disponibiliza essas terapias no Centro Estadual de Referência em Medicina Integrativa e Complementar (Cremic). Ao longo de 2022, foram realizados 41.448 procedimentos do tipo que incluem acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia e terapia de florais, dentre outros.

As práticas da medicina integrativa buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade. Segundo o secretário de Estado da Saúde, Sérgio Vencio, o plano é ampliar o acesso às práticas em unidades hospitalares e policlínicas de Goiás. “Os resultados de diminuição de internação e de mortalidade relacionados às práticas integrativas são interessantes, levando-se em consideração ainda o baixo custo desses recursos”, considera.

Cremic

A unidade de saúde ambulatorial de média complexidade iniciou suas atividades em 1986 e conta hoje com 144 servidores. A equipe multidisciplinar é composta por médicos (acupunturistas, fitoterapeutas e homeopatas), enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, nutricionista, terapeuta ocupacional, biólogo, entre outros.

No Cremic, são oferecidas mais de 10 práticas integrativas e complementares (PICs) como terapia comunitária integrativa, terapia de florais, acupuntura, reiki, moxaterapia, meditação, cromoterapia, práticas corporais, auriculoterapia, aromaterapia, fitoterapia, homeopatia, ventosaterapia e osteopatia.

Referência

O Cremic possui um laboratório de manipulação para produção de medicamentos homeopáticos, fitoterápicos e florais de Bach. Também produz o complexo homeopático contra a dengue, que promove o controle da gravidade e intensidade dos sintomas e diminui os riscos das complicações hemorrágicas da doença. No horto da unidade, são cultivadas 14 espécies de plantas medicinais e 13 de plantas alimentícias não convencionais.

A unidade é hoje campo de estágio na área da saúde, recebendo alunos dos cursos de Medicina e Farmácia. Recebe também visitas técnicas de municípios, estados, entidades públicas, filantrópicas e privadas de todo o Brasil. Desde setembro do ano passado, em parceria com Universidade Federal de Goiás (UFG), o Cremic oferece teleconsultoria em fitoterapia, por meio do qual médicos especialistas esclarecem dúvidas de profissionais de saúde das unidades básicas de saúde.

Abrangência estadual

O acesso ao Cremic é de abrangência estadual, alcançando os 246 municípios goianos, para usuários de todas as idades, com agendamentos realizados pela Central de Regulação Estadual (CRE), por meio da disponibilização de vagas de primeiras consultas aos municípios.

O usuário deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) – posto de saúde, Cais ou Ciams – de seu município de residência, passar por uma consulta e solicitar encaminhamento para consulta médica em especialidade de clínica médica, subespecialidade práticas integrativas e complementares.