Guardas Municipais de Aparecida são presos suspeitos de sequestrar e matar jovem

Membros estão sendo investigados por tortura, extorsão mediante sequestro e homicídio qualificado

A Policia Civil de Goiás (PCGO), através da Operação Caronte, cumpriu nesta manhã (23), 11 mandados de prisão e busca e apreensão contra guardas municipais do município de Aparecida de Goiânia. De acordo com a polícia, os guardas são suspeitos de matar Maciel Batista de Oliveira, na Serra das Areias em Aparecida de Goiânia.

O crime aconteceu no dia 27 de outubro de 2017, logo após uma abordagem de duas viaturas da Romu (Rondas Ostensivas Municipais – Guarda Civil de Aparecida de Goiânia), à Maciel e um grupo de amigos que estavam em um córrego perto do Jardim Tiradentes, no objetivo de encontrar pessoas que tivessem passagens pela policial.

Durante a abordagem, Maciel, que tinha passagem pela polícia por tráfico, começou a ser questionado se teria arma ou drogas com ele, mas o jovem negou. Logo após, os guardas civis teriam exigido a quantia de R$10 mil para liberarem Maciel que alegou ter condições de conseguir somente R$2 mil reais.

Armas encontradas na casa dos suspeitos – Foto Polícia Civil

Não tendo a quantidade exigida pelos guardas civis, Maciel foi colocado dentro de uma viatura, e um dia depois, foi encontrado com um tiro na cabeça. Os membros estão sendo investigados por tortura, extorsão mediante sequestro e homicídio qualificado.

Em nota, a prefeitura de Aparecida de Goiânia informou que a Secretaria Municipal de Segurança Pública não foi acionada sobre a operação e que está à disposição para colaborar com as investigações.

Droga encontrada na casa de um dos alvos – Foto Polícia Civil
Tags: