Hang financiou blogueiro acusado de fake news com a ajuda de Eduardo Bolsonaro

De acordo com a Polícia Federal, nas mensagens, o blogueiro pede que Eduardo Bolsonaro o ponha em contato com Luciano Hang.

Documentos obtidos pela CPI da Covid revelaram como o blogueiro Allan dos Santos, acusado de disseminar fake news, conseguiu financiamento de um empresário bolsonarista, Luciano Hang. Para isso, ele teve ajuda do filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

A CPI apurou que políticos, empresários e sites usaram a rede de disseminação de fake news — conhecida como “gabinete do ódio”. Para a CPI, a estrutura começou antes da Covid, mas ganhou força na distribuição de informações falsas sobre a pandemia.

A TV Globo teve acesso a documentos da CPI. A comissão afirma que um filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, trabalhou para conseguir financiadores para o grupo. De acordo com a Polícia Federal, nas mensagens, Allan pede que Eduardo Bolsonaro o ponha em contato com o empresário Luciano Hang.

Allan dos Santos é investigado em dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal que apuram disseminação de fake news, ameaças a autoridades e financiamento de atos antidemocráticos.

Tags: