Jornal Diário do Estado

HGG e Credeq firmam parceria para estágio em Psiquiatria

O Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (Credeq – Prof. Jamil Issy), e o Hospital Alberto Rassi (HGG/IDTECH) oficializam parceria que capacitará os alunos da Residência Médica em Psiquiatria do HGG em dependência química. A formação profissional, que terá duração de um ano, inicia-se este mês.

A assinatura do convênio aconteceu nesta quinta-feira (3), na sede do Credeq – Prof. Jamil Issy. Estiveram presentes no evento a superintendente da Escola Estadual de Saúde Pública Cândido Santiago, Irani Ribeiro de Moura, os dirigentes dos dois hospitais, os gestores das duas unidades de saúde, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano/IDTECH – HGG), a Associação Comunidade Luz da Vida (Credeq – Prof. Jamil Issy) e representantes de entidades ligadas tanto à saúde.

“Essa é uma ênfase necessária ao avanço de estudos sobre dependência química. Que é uma área do conhecimento recente no campo da psiquiatria. Ser uma referência no tratamento dos dependentes exige que o Credeq se torne um campo de pesquisas, passando a desempenhar papel importante como celeiro de formação profissional e produção científica. O Credeq efetua mais um importante passo no rumo da excelência no tratamento dos pacientes, além de poder, em pouco tempo, consolidar-se como referência nesse campo do saber médico”, enfatiza o secretário da Saúde, Leonardo Vilela.

O Credeq – Prof. Jamil Issy anunciou a estruturação do Núcleo de Pesquisas e Estudos. O setor, que será comandada pelo médico Nelson Remy Gillet, desenvolverá conhecimentos científicos na área da Saúde, com ênfase à dependência química. O gerente Médico da unidade de saúde, psiquiatra Airton Ferreira, também será o responsável por coordenar a Comissão de Residência Médica do Centro de Tratamento.

De acordo com o diretor técnico da unidade de saúde, psiquiatra Tiago Oliveira, a meta é firmar convênio com outras instituições que estejam interessadas em disponibilizar ao seu público qualificação com ênfase em dependência química. Tiago Oliveira adianta, ainda, que a instituição das linhas de pesquisa e formação do conceito Credeq validará por definitivo o esforço da administração goiana em transformar a dependência química em política pública.

Fonte: Goiás Agora