Homem é condenado por matar bisavô da namorada e esfaquear tia, em Senador Canedo

O crime aconteceu em 2019. Maycon Sullyvam Alves confessou o crime e disse que cometeu por raiva dos familiares, que não aceitavam o relacionamento

Um homem de 29 anos foi condenado a 31 anos de prisão por matar o bisavô da namorada e esfaquear a avó e tia dela em uma fazenda, em Senador Canedo. Maycon Sullyvam Alves confessou o crime, que aconteceu por ele ter raiva dos familiares da companheira, que não aceitavam o relacionamento entre ele e a namorada, que era de menor na época.

A defesa do condenado recorreu a decisão. ”Ele não responde totalmente pelos seus atos. Pedimos que fossem feitos exames de sanidade mental, mas foi negado pelo juízo”, disse o advogado Ronaldo David Guimarães.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O crime

O crime aconteceu em abril de 2019. Maycon, na época com 27 anos, morava com a namorada, que tinha 15 anos, e a sogra. De acordo com a polícia, ele estava bêbado quando saiu de casa com uma faca e invadiu a casa das vítimas para matar uma das tias da namorada.

LEIA TAMBÉM

• Sonho de ser ter um filho esbarra apenas na idade, segundo especialista • Ex-policial é preso pela segunda vez por ameaçar delegados de Goiás• Dinheiro falso e cartões clonados invadem as redes sociais em Goiás

Depois de feri-la no rosto, o homem foi em direção a Geraldo Mariano, de 83 anos, e o esfaqueou. O idoso acabou morrendo. Ainda na briga, Maycon feriu a avó da namorada com a faca. As duas mulheres sobreviveram.

No momento do ataque, a namorada e a sogra de Maycon conseguiram fugir e se esconder. A família das vítimas diz que a Justiça está sendo feita, embora o sentimento não seja completo.

“Satisfeito a gente não esta. Ele tirou uma vida que não vai voltar. Mas só de saber que ele está preso é um alívio”, disse Andreia Lorena Quintino Alves, neta de Geraldo e ex-sogra de Maycon.

Tags: