Homem é preso suspeito de abusar de professora virtualmente, em Goiás

O homem de 27 anos chantageava a professora com fotos íntimas e a fazia cometer crimes libidinosos contra si mesma

Um homem de 27 anos foi preso pela Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), suspeito de estrupo virtual contra uma professora, em Pires do Rio, nesta quinta-feira (24)

O homem obrigava a mulher a enviar vídeos e fotos íntimas através de um aplicativo de mensagens e a ameaçava em fazer suas imagens caso a mulher não fizesse o que ele pedia. A vítima foi encontrada por uma equipe da DEERC enquanto afirmava que tiraria a própria vida pois estava sendo ameaçada. A mulher disse que, como é mãe de uma criança e professora de uma escola em Goiânia, preferia morrer do que ser exposta nas redes sociais.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A equipe então verificou que o homem, com quem mulher conversava, proferia xingamentos a ela e exigia que se filmasse enquanto praticava atos libidinosos em si mesma. O suspeito exigia que a mulher dissesse seu nome, para ter certeza que era a mulher durante os vídeos, e, caso não fosse ela, ele divulgaria nas redes sociais suas fotos íntimas que ele possuía.

O homem foi preso em flagrante e responde por estrupo consumado, na modalidade virtual. Se condenado poderá sofrer pena de até 10 anos.

Tags: