Homem paga fiança e é liberado após agredir enteada de 2 anos, em Chapadão do Céu

Conselho Tutelar e a Polícia Civil (PC) foram acionados na quarta-feira (11), após a menina ser deixada na creche com diversos hematomas

Um homem de 32 anos foi preso suspeito de agredir a enteada, uma criança de 2 anos e 5 meses, em Chapadão do Céu, sudoeste de Goiás. Mas foi liberado em seguida após pagar quase R$ 4 mil em fiança. O Conselho Tutelar e a Polícia Civil (PC) foram acionados na quarta-feira (11), após a menina ser deixada na creche com diversos hematomas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marcos Guerini, ao notar que a menina estava machucada, professoras da creche acionaram o Conselho Tutelar do Município. Os conselheiros levaram a criança a um hospital da região, onde o médico que a atendeu comprovou as lesões causadas por maus-tratos.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Ainda segundo o delegado, no corpo da menina havia lesões recentes e antigas. Por isso, a mãe dela, de 18 anos, será investigada por eventual omissão.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: homem é preso por maus-tratos a cães e jabuti, em Goiânia• Preso por morte de cachorra cheia de carrapatos, homem paga fiança e é solto• Vídeo: Homem corta pata de cadela porque “vivia solta, correndo atrás de motociclistas”

“Nós vamos investigar nos próximos 30 dias, se a mãe da criança teria sido omissa. E ela pode responder pelas lesões e pela omissão, já que a mãe tem o dever jurídico de cuidar”, explicou Guerini.

Por decisão do Conselho Tutelar, a menina foi deixada aos cuidados dos avós maternos, até a conclusão das investigações.

A princípio, os policiais apuram para saber se houve tortura. Caso tenha ocorrido, o padrasto pode pegar de 2 a 8 anos de prisão.

Tags: