Home»Cotidiano»Iniciada instalação de mais de 500 km rede de fibra ótica em Aparecida

Este processo permitirá a instalação de 600 câmeras de videomonitoramento no município

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

Com objetivo de melhor a qualidade do serviço prestado à população, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, iniciou a implantação da rede de fibra óptica na cidade. Ao todo, serão instalados 540 quilômetros de cabeamento em diversas regiões da cidade. A iniciativa integra o Projeto Cidade Digital é irá contribuir com a desburocratização de processos e com a elevação dos níveis de transparência, diminuindo gastos com papel, impressão, armazenamento e transporte de documentos.

Na prática, após a implantação da rede, o serviço público municipal será totalmente digital, excluindo pilhas e pilhas de papéis e ainda tornando o atendimento e acesso aos dados e documentos mais ágeis. A implantação da rede e o funcionamento do data center – que deve entrar em operação até julho – irá permitir também que 600 novas câmeras de videomonitoramento com reconhecimento facial e de placas de automóveis, sejam instaladas na cidade, contribuindo com a prevenção de crimes nas principais ruas, avenidas e praças de Aparecida.

“Esse moderno sistema de videomonitoramento, denominado de Olhos de Águia, integrado às forças de segurança será mais uma ferramenta do poder público no combate à criminalidade em nossa cidade. Desta forma ajudamos a reduzir os índices de roubos, furtos e assaltos e os equipamentos contribuem na elucidação de atos ilícitos, pois auxiliam na identificação de autores de crimes e veículos em situação irregular”, aponta o prefeito Gustavo Mendanha.

De acordo com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, a rede de fibra óptica será implantada conforme cronograma estabelecido entre o poder público e a empresa responsável pelo serviço. Inicialmente, serão instalados 90 km de cabos. Em seguida, outros lotes chegarão ao município é serão implantados até que sejam concluídos os 540 km contratados.

“Com a implantação da rede e acionamento do data center, a prefeitura irá alcançar economia significativa, deixando de gastar com papel, impressão, deslocamento e armazenamento dos documentos que serão nato-digitais. Outro fator que precisa ser considerado é que a administração, que já ostenta níveis satisfatórios de transparência, irá melhorar ainda mais o acesso aos dados que são efetivamente públicos”, sublinha o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha.

Para acompanhar e garantir o pleno funcionamento da iniciativa que visa dar agilidade e maior qualidade ao serviço prestado ao cidadão, a prefeitura criou a Comissão de Desburocratização – que irá revisar todo o fluxo para auxiliar as unidades prestadoras de serviços à comunidade. “Com economia de gastos nesses processos, a administração poderá investir em outras áreas estruturais com saúde, educação e infraestrutura”, completa Cleomar Rocha.

Cidade Digital

O projeto já está em fase de execução e busca realizar ações eficazes na construção de uma cidade conectada, universalizando todos os setores da administração pública e da sociedade, resultando em uma maior eficiência da gestão pública e melhor prestação de serviço de Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Serviço Social, Trabalho e Renda, gerando desenvolvimento econômico e social para o município.

A fase inicial do Cidade Digital em Aparecida abrange 4 ações principais: a instalação de 540 km de fibra óptica, a ampliação do videomonitoramento da cidade com aquisição de 600 câmeras com olhos de águia com reconhecimento facial e de placas, implantação de 200 pontos de acesso livre e gratuito à Internet, e contratação de um data center próprio para o controle de gastos públicos. O investimento será de R$ 56 milhões.

“Estamos implantando primeiro a parte de infraestrutura básica para que possamos trabalhar processos e projetos. Isso vai tornar a cidade mais atrativa, gerando mais e melhores oportunidades para todos, melhorando a qualidade de vida da população. Mas o projeto é ainda mais ousado do que parece, pois vai fazer de Aparecida uma vitrine do país na área da produção de inteligência. Queremos nos tornar a cidade das startups, que realmente sonha e pensa a modernidade. E não estamos apenas levando internet, é um investimento que irá mudar toda a concepção de gestão, que irá implementar um novo modelo de governança, e que será ao mesmo tempo inteligente e conectado com as reais necessidades das pessoas”, destaca Gustavo Mendanha.

A administração pública está cada vez mais atenta em colocar os cidadãos como participantes do projeto, não apenas como alvo, mas também como agentes. O objetivo é desenvolver serviços inteligentes que correspondam todas as necessidades de Aparecida. Parte dos equipamentos do programa Cidade Digital serão adquiridos da empresa chinesa Huawei, vencedora da licitação. Tudo isso resulta em soluções urbanas inteligentes para cidadãos inteligentes.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!