Home»#Hashtag»Insuficiência cardíaca em cães, fique atento

O tratamento adequado permite longevidade e qualidade de vida ao animal

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

A Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC) ocorre quando o coração já não é mais capaz de fornecer a quantidade necessária de sangue ao organismo, ou seja, quando perde sua capacidade de bombear o sangue. A Insuficiência Cardíaca Congestiva acomete mais frequentemente cães de meia-idade e idosos. Embora não haja cura, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado conduzido pelo médico-veterinário para alívio dos sintomas podem levar os cães a viverem mais e melhor.

“Inicialmente, os sintomas da ICC em cães podem ser silenciosos, motivo pelo qual todo cão deve passar por consultas anuais com um médico-veterinário para um check-up de rotina, a fim de possibilitar um diagnóstico precoce”, orienta Gabriela Rosa, médica-veterinária e gerente técnica de Pets da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

Quando existentes, os sintomas relacionados à ICC que os cães podem apresentar incluem tosse, dificuldade em respirar, intolerância a exercícios, falta de energia, diminuição do apetite, emagrecimento e desmaios.

De modo geral, a ICC acomete os animais de meia-idade a idosos. “Porém, existem problemas cardíacos congênitos, quando os animais já nascem com alguma alteração no coração. Esses são menos comuns e manifestam-se quando os animais ainda são jovens, entre três e cinco meses de idade”, reforça a médica-veterinária.

A partir dos sete anos de idade recomenda-se a realização de exames anuais como hemograma, avaliação das funções dos rins e do fígado. Caso o pet tenha algum sintoma sugestivo de doença cardíaca ou o médico-veterinário encontre alguma alteração durante o exame físico, ele poderá solicitar exames específicos para investigar alterações do coração, como raio-x de tórax, ecocardiograma (ultrassom do coração) e eletrocardiograma. Estes exames também são utilizados para o monitoramento da doença, uma vez que se tenha o diagnóstico e início do tratamento.

Após o diagnóstico da Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC) e de sua causa, o médico- veterinário irá prescrever medicações para buscar aliviar os sintomas e caberá ao tutor aderir ao tratamento adequadamente e manter o acompanhamento de rotina com o médico-veterinário responsável, já que as doenças do coração demandam supervisão pelo resto da vida do animal.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!