Jornal Diário do Estado

Israel alerta para que população saia de Gaza em 24h

De acordo com a Reuters, o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, afirma que resposta da ONU ao alerta precoce de Israel aos residentes de Gaza é vergonhosa

O governo de Israel informou à Organização das Nações Unidas (ONU) que os mais de 1 milhão de palestinos ao norte da Faixa de Gaza devem se mudar para o sul em 24 horas. A informação foi noticiada pelo porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, em um comunicado em Nova York.

De acordo com informações da Reuters, o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, afirma que a resposta da ONU ao alerta precoce de Israel aos residentes de Gaza é vergonhosa, pois “deveria se concentrar em condenar o Hamas e apoiar o direito de Israel à autodefesa”.

Em contrapartida, o chefe de gabinete de comunicação social do governo do Hamas informou que que o aviso de realocação foi uma tentativa de Israel “de difundir e transmitir propaganda falsa, com o objetivo de semear confusão entre os cidadãos e prejudicar a nossa coesão interna” e pediu que os cidadãos palestinos não se envolvessem nas tentativas.

Conflito

O conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas começou no último sábado, 7, após um ataque do Hamas na fronteira da Faixa de Gaza, quando lançou 5 mil foguetes.

No mesmo dia, o governo israelense lançou bombas em direção à Faixa de Gaza atingindo civis palestinos. Até esta quinta-feira, 12, há mais de 2.617 pessoas mortas, 1,2 mil israelenses e 1.500 palestinos.

Entre os mortos há pessoas de diversas nacionalidades: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Tailândia, Nepal, Camboja e Paraguai. Entre as pessoas mortas, algumas tinham também nacionalidade israelense. Juntos esses países têm 51 pessoas entre os assassinados no conflito.