Joana Prado rebate acusações de transfobia: “Não devo satisfações”

Joana Prado se defende de acusações de transfobia.

Joana Prado, 45 anos, usou as redes sociais na noite de ontem para falar sobre o vídeo polêmico que fez com que ela e o marido, Vitor Belfort, perdessem patrocinadores e contratos. Na gravação em questão, a ex-Feiticeira reclama sobre o uso de banheiro unissex nos Estados Unidos e, com a declaração, foi acusada de transfobia.

A empresária nega que tenha tido a intenção de ser preconceituosa: “Não devo satisfação para ninguém. Aprendi que é muito mais importante viver de valores do que de preferências. Mas não posso admitir que a minha mensagem seja distorcida. O vídeo jamais teve a intenção de ser transfóbico. Em momento algum eu questiono a sua escolha sexual”, dispara

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Prado também cita pessoas LGBTQI+ em sua família e equipe. “A minha empresa aqui nos EUA é uma companhia inclusiva, uma das minhas coachs é gay. Tenho diversos amigos gays, inclusive, tenho na minha família um trans, que amo de paixão. A minha mensagem está longe de ser contra essas pessoas. O fato de seu ser cristão, não me dá nunca o direito de fazer isso, porque o meu Jesus é um pai que ama, que respeita e jamais aponta o dedo”, garante

Tags: