Jovem escala prédio e salva criança de quatro anos, em Paris

“Quando eu o peguei nos meus braços, perguntei porque ele fez isso. Mas ele não me respondeu. Eu escalei e Deus me ajudou“

O imigrante Mamoudou Gassama, de 22 anos, virou um verdadeiro herói ao escalar um prédio para salvar uma criança de quatro anos, em Paris. O vídeo ganhou destaque mundial nas redes sociais neste fim de semana e o jovem conseguiu atenção até mesmo do presidente francês. Na gravação que circula nas redes sociais, Gassama é visto escalando em trinta segundos quatro andares na fachada do edifício, até que chega à varanda onde a criança está pendurada e impede que ela caia. As imagens são mesmo impressionantes.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O jovem que ficou conhecido como o ‘homem-aranha’ é nascido em Mali, Gassama chegou ao país em setembro de 2017 e estava com documentação irregular. Em entrevista à emissora BFMTV, o imigrante malinês afirmou que viu uma multidão na frente de um prédio olhando para o bebê pendurado e apenas pensou em salvá-lo. “Quando eu o peguei nos meus braços, perguntei porque ele fez isso. Mas ele não me respondeu. Eu escalei e Deus me ajudou“, destacou. Logo depois do resgate, Gassama e a criança foram levados para um hospital para exames de rotina.

 

 

Nesta segunda-feira (28), ele teve um encontro com o presidente Emmanuel Macron, que o prometeu regularizar sua situação no país. “É um ato excepcional, e por isso, a partir de hoje, todos seus documentos serão regularizados e vamos dar início a um processo para que você possa obter sua cidadania francesa”, afirmou o presidente. Gassama também vai trabalhar no corpo de bombeiros da cidade.

O pai da criança não estava presente no apartamento no momento do resgate e, desde então, foi detido para interrogatório no inquérito que apura o caso. Ele disse que deixou o filho sozinho por “alguns minutos” para fazer compras e ele acabou ficando preso do lado de fora da sacada. A mãe também não estava em casa. Após o incidente, a Justiça francesa retirou temporariamente a guarda do garoto da família.

Tags: