Jornal Diário do Estado

Jovem que filmou a própria morte disse a amiga que namorado havia surtado

Amiga de Ielly relata ainda que Diego Fonseca, namorado de Ielly, já tinha agredido e ameaçado a jovem que morreu no último sábado, 4

A jovem de 23 anos, Ielly Gabriele, que filmou o momento em que foi morta pelo namorado em Jataí, no sul goiano, mandou áudio para uma amiga contando que o namorado havia surtado e que ele havia ameaçado bloquear todos os homens nas mídias sociais dela.

No áudio, Ielly afirma que o namorado havia bloqueado uma série de seguidores nas suas mídias sociais, especialmente os homens. “Amiga, ele surtou ontem, saiu bloqueando meio mundo de gente. Olha o tanto de seguidor que eu tenho! Eu tinha 8.500, ele saiu bloqueando todo mundo, eu tô com 7.500 e pouco. Ele falou para eu bloquear todos os homens e eu tinha 800 seguidores no Dix, eu tô só com três”, relata.

A amiga de Ielly relata ainda que Diego Fonseca, namorado de Ielly, já tinha agredido e ameaçado a jovem que morreu no último sábado, 4. A defesa de Diego alega que ele não tinha intenção de matar Ielly e que os dois estavam brincando com a arma. Entretanto, pela arma ter uma bala, a brincadeira ocasionou a morte da jovem.

Entenda o caso

Ielly Gabriele filmou seu namorado, Diego Fonseca, atirando contra ela no tórax e a matando no município de Jataí, localizado na região sul de Goiás, no ultimo sábado, 4. Ao acionar a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), o homem de 27 anos contou que a namorada tinha sido vítima de um assalto.

Segundo o relato dele, uma moto com dois homens se aproximou e atirou duas vezes contra sua namorada. Mas, por apresentar contradições em seu relato, o suspeito foi encaminhado para a delegacia, especialmente após a polícia encontrar perto do veículo do homem um carregador de pistola calibre 380.

A polícia encontrou ainda um vídeo no celular da vítima que mostra o momento em que o homem atira contra ela no meio de uma plantação de soja perto do assentamento Guadalupe. No vídeo, a jovem está dentro do carro e o namorado em pé do lado de fora do veículo.

É possível ouvir a jovem falando “vai, amor, faz”. Quando ele vira para ela com a arma apontada na sua direção, é possível ouvir o disparo e logo em seguida o aparelho celular cai. Ela foi encaminhada para o Hospital das Clínicas pelo próprio namorado, que foi preso em flagrante no local.

O suspeito já tinha registro criminal por ameaças, danos e perturbação do sossego, e agora responderá por homicídio qualificado.