Kajuru afirma que Bolsonaro permitiu a divulgação das conversas

Jorge Kajuru deve se desligar do partido (Cidadania) por decisão unânime

O Cidadania, partido do senador Jorge Kajuru (GO) decidiu na tarde desta segunda-feira que o parlamentar deve se desligar da legenda. Segundo Lauro Jardim, a decisão foi tomada por meio de uma reunião virtual e a posição dos participantes foi unânime.

A polêmica envolvendo o vazamento de coversas gravadas entre Kajuru e  Jair Bolsonaro é o motivo da saída forçada do senador. Flávio Bolsonaro (Republicanos- RJ) apresenteou nesta segunda (12) ao Conselho de Ética do Senado Federal uma representação contra Kajuru pela liberação dessas gravações e aproveitou o momento para discordar da criação de uma CPI que investigará ações e omissões de Jair Bolsonaro no combate à pandemia. “Além de infringir preceito constitucional básico do sigilo das comunicações e de jogar ainda mais desconfiança entre os poderes, causa mais instabilidade institucional, tendo em vista que recentemente o ministro Barroso deu decisão monocrática impondo ao Senado instauração de CPI que investiga apenas o presidente da República, ignorando a responsabilidade de governadores e prefeitos”, disse.

Segundo o senador Kajuru, o presidente estava ciente da gravação dessas conversas e permitiu a publicação.  Kajuru afirmou que divulgou o áudio pois imaginou que seria positivo para Bolsonaro mostrar que era a favor da investigação, desde que se apurasse a responsabilidade de governadores e prefeitos.

Tags: