Lázaro Barbora faz três reféns em Chácara de Edilândia

O principal suspeito de uma chacina em Ceilândia, está foragido há sete dias e, na manhã desta terça (15), Lázaro invadiu uma chácara atrás de comida

Três pessoas, uma mulher e duas crianças, foram mantidas reféns de Lázaro Barbosa em uma propriedade rural que fica a 5 km de distância do povoado de Edilândia. As informações foram passadas à imprensa pelo diretor de saúde da USB do povoado. Os reféns já teriam sido liberados. A polícia ainda não deu detalhes sobre o episódio.

O cerco a Lázaro completou sete dias nesta terça-feira (15). Ele ´é o principal suspeito de matar uma família de quatro pessoas em Ceilândia, no Distrito Federal, e de cometer outros crimes em municípios da região.

Na manhã desta terça (15), Lázaro invadiu uma chácara e provocou momentos de tensão no caseiro Rosinaldo Morais. “Fui para o curral para arrumar as coisas e tirar o leite quando dei de frente com ele. Ele foi para o meu lado eu falei: ‘Calma aí. Não precisa se alterar que ninguém vai fazer nada com você’. Ele disse que estava há três dias sem comer e que estava com fome. Pedi para ele esperar que arrumaria comida. Ele não esperou nem eu fechar as vacas e foi embora”.

De acordo com a força-tarefa deslocada para capturá-lo, Lázaro se deslocou da mata para uma propriedade rural nesta terça e está escondido no meio da plantação de milho.

Tags: