Léo Mendanha, pai do prefeito de Aparecida de Goiânia, morre de Covid-19

O ex-deputado estadual Liosmar Evaristo Mendanha é mais uma vítima da Covid-19

O ex-deputado estadual Liosmar Evaristo Mendanha, o Léo Mendanha, morreu de Covid-19 na noite desta terça-feira, 6, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, aos 66 anos. Ele estava internado desde 17 de março para tratar a doença. O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), decretou luto oficial de 7 dias na cidade em razão da morte do pai.

O prefeito de Aparecida recebeu a notícia da morte de Liomar no Hospital Santa Mônica, onde está internado para tratar a Covid-19. Nesta terça-feira, ele testou negativo, mas segue na unidade médica fazendo fisioterapia para se recuperar.

Nas redes sociais, Gustavo Mendanha publicou uma homenagem ao pai. “É difícil expressar o sentimento que está no meu peito. Perdi não só um pai, perdi não só um amigo, perdi o maior incentivador da minha vida. Meu pai era meu alicerce, era minha base, minha raiz, minha estrutura abaixo da envergadura que me tornei”, disse Gustavo Mendanha na publicação.

Léo Mendanha era comerciante e corretor de imóveis. Nasceu em 29 de novembro de 1954, em Inhumas. Era casado com Sônia Melo Mendanha, de 61 anos, e deixa três filhos: Gustavo, Danilo e Thaize Mendanha.

Foi eleito deputado estadual em 1995 e reeleito em 1999. Também foi vereador em Aparecida de Goiânia entre 1989 e 1992.

Tags: