Jornal Diário do Estado

Luciano Hang cai mais de 300 posições no ranking de mais ricos do mundo

Apelidado de "Véio da Havan", o empresário perdeu mais U$ 1,6 bi e despencou da lista de bilionários

O CEO das lojas Havan, Luciano Hang, caiu mais de 300 posições no ranking da lista de pessoas mais ricas do mundo divulgada pela Forbes. Nesta semana, a publicação divulgou a lista anual das pessoas mais endinheiradas do planeta.

A fortuna do empresário caiu de U$ 4,8 bi em 2021 para U$ 3,2 bi em 2022. Por isso, Hang saiu da 586ª posição para a 905ª.

No âmbito nacional, a categoria específica entre os brasileiros que compõem a lista tem 2.640 nomes. Ele também decaiu consideravelmente no ranking do brasileiro, saindo do top 10 e alcançando a 15ª.

O relatório da Forbes não indica o motivo pelo qual o patrimônio líquido do bilionário tenha diminuído. Porém, recentemente, Hang expressou críticas à varejistas estrangeiras, apontando que estão dizimando pequenas, médias e grandes varejistas brasileiras sem pagar os devidos impostos.

As críticas de Hang foram direcionadas para as gigantes chinesas Shein e AliExpress, para a singapurense Shopee e a estadunidense Wish. De acordo com o empresário, as varejistas de fora atuando de maneira digital farão com que o Brasil deixe de arrecadar em impostos mais de R$ 60 bilhões em 2022 e ultrapassará R$ 100 bilhões, já em 2023.

A dona da Magazine Luiza, Luiza Trajano,  também concordou com a visão contra as varejistas chinesas de que “não tem jeito de competir se você paga 37% de imposto e o outro não paga”.