Marília Mendonça morreu de politraumatismo em queda de avião

Contudo, não há previsão para que o inquérito seja finalizado.

A cantora Marília Mendonça, o piloto, Geraldo Medeiros; o copiloto, Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, morreram devido ao politraumatismo que sofreram na queda do avião no dia 5 de novembro.

De acordo com o portal G1, a causa foi politraumatismo contuso, conforme laudo do médico-legista Thales Bittencourt de Barcelos. As informações foram dadas em uma coletiva de imprensa que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 25 de novembro, com os detalhes do laudo do Instituto Médico Legal (IML) e do andamento das investigações da Polícia Civil.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Segundo Thales Bittencourt, todos os ocupantes morreram em consequência do choque da aeronave com o solo. Sendo assim, as mortes se deram apenas depois que haviam alcançado o chão.

Ainda segundo o G1, a polícia agora trabalha com duas linhas de investigação para explicar a queda do avião: 1) a hipótese de que as linhas de transmissão de uma torre da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) teriam provocado o acidente; 2) a possibilidade de pane nos motores, o que depende de investigação do Cenipa, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos.