Morre poeta Amazonense Thiago de Mello, aos 95 anos

Thiago era um dos poetas mais influentes da região e cantou em prosa e verso sua luta pela preservação da Floresta Amazônica

O poeta amazonense Amadeu Thiago de Mello nasceu em Barreirinha e faleceu aos 95 anos enquanto dormia, em Manaus. A causa da morte não foi divulgada.

Nascido em Barreirinha, no interior do Amazonas, era um dos poetas mais conhecidos da região e cantou em prosa e verso sua luta pela preservação da maior floresta do mundo.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Thiago de Mello foi homenageado pela 34º Bienal de São Paulo, em setembro de 2021. O tema da edição era “Faz escuro mas eu canto”, verso escrito pelo poeta em “Madrugada Camponesa”, de 1965.

Entre suas obras poéticas, também se destacam “Mormaço na floresta”, “Vento Geral” e “Poesia Comprometida com a Minha e a Tua Vida”. Em prosa, publicou livros como “Amazonas, Pátria da Água” e “Amazônia –  A menina dos Olhos do Mundo”, da década de 1990.

Curiosidades

Thiago foi preso durante a ditadura militar (1964-1985), exilou-se no Chile, encontrando em Pablo Neruda um amigo e colaborador. Além disso, Mello morou também na Argentina, no Chile, em Portugal, na França e na Alemanha.

 

Tags: