Jornal Diário do Estado

Motorista do acidente na Castelo Branco deve se apresentar à polícia nesta sexta, 29

Dois jovens ficaram gravemente feridos e estão internados no Hugol; um corre risco de morte e o outro pode ficar paraplégico

O motorista do Corolla envolvido no acidente entre as avenidas Leste Oeste e Castelo Branco, na madrugada da última quarta-feira, 27, e que deixou duas vítimas em estado gravíssimo, já foi identificado pela Polícia Civil (PC). Ele ainda está foragido, mas, segundo familiares, deve se apresentar a qualquer momento.

A informação é do delegado Thiago Damasceno, da Delegacia Especializada em Investigação de Acidentes de Trânsito (Dict), responsável pelo inquérito que apura as causas e a dinâmica do caso, e foi repassada à imprensa no início da noite desta quinta-feira, 28.

Levantamentos preliminares da Dict dão conta de que o motorista perdeu o controle da direção ao passar pelo cruzamento das avenidas Leste Oeste e Castelo Branco, subiu na calçada, fez um desvio à direita, subiu na calçada e se chocou contra tocos de madeira. Na sequência, o carro capotou e parou no meio da pista, com as rodas para cima.

Os dois passageiros, Solene Vitória Santos Brito, de 18 anos, e Marcos Vinícius Moreira Lopes, de 22 anos, acabaram se ferindo gravemente. Ela ficou presa às ferragens e ele foi arremessado para fora do veículo. Ambos foram encaminhados ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com a delegada Érika Borel, também da Dict, uma das vítimas corre risco de morte e a outra pode ficar paraplégica. Em nota divulgada nesta quinta-feira, o Hugol explica que Solene tem estado geral de saúde regular, consciente e respirando espontaneamente. Já Vinicius estava com o estado geral de saúde grave, respirando com ajuda de aparelhos.

Até o momento ainda não se tem informações precisas sobre a relação entre as vítimas, e também com o motorista, que fugiu do local logo após o acidente.