Home»Cotidiano»Motorista que conduzia ônibus clandestino presta depoimento na DICT

Segundo a DICT motorista poderá responder por homicídio culposo no trânsito.

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

Policiais que atuam na Delegacia de Investigações de Crimes de Trânsito (DICT) localizaram na tarde desta segunda-feira (28) o motorista que conduzia o ônibus acidentado na BR-153 durante a madrugada de domingo (27). Samuel Alves de Oliveira, de 47 anos, estava na casa de parentes, no bairro Jardim Petrópolis, em Goiânia.

Após o tombamento do ônibus, que deixou duas pessoas mortas e mais de 40 feridos, o motorista do coletivo foi levado a um hospital e não foi mais encontrado. A investigação da DICT localizou o rapaz e ouviu a versão dele sobre o que aconteceu no acidente. Segundo ele, fugiu por medo de ser agredido.

A PRF constatou que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dele está vencida desde julho do ano passado, o tacógrafo (equipamento que se assemelha à caixa preta dos aviões) do ônibus não está devidamente aferido e nos sistemas de consultas o condutor não possui curso obrigatório de transporte de passageiros. Pelas infrações de trânsito a PRF aplicará multa que chegam a quase R$500 e será lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por exercício ilegal da profissão.

Após ser ouvido na polícia judiciária, o motorista poderá responder por homicídio culposo no trânsito.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!