Home»Cotidiano»MP-GO bloqueia bens de prefeito de Minaçu

De acordo com o MP-GO, ele e um servidor montaram um esquema que resultou em enriquecimento ilícito e danos aos cofres públicos

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

Em ação de improbidade movida pelo promotor de Justiça Darkson Albuquerque, a juíza Erika Gomes determinou o bloqueio dos bens do prefeito de Minaçu, Agenor Ferreira Nick Barbosa e do servidor público municipal Adelcides de Souza no valor de R$ 61.638,48.

De acordo com o Ministério Público de Goiás (MP-GO), juntos com o engenheiro Gabriel Junqueira, os dois montaram um esquema para contratar o profissional simulando um processo seletivo, que acabou sendo cancelado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Ainda assim o engenheiro acabou sendo contratado ilegalmente para um cargo temporário gratificado, gerando enriquecimento ilícito e danos aos cofres públicos.

O promotor pediu a condenação do prefeito e do engenheiro à perda dos bens ou valores que foram recebidos ilicitamente ao patrimônio, no valor de R$ 15.4009,62; perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público.

Também foram requeridos pelo promotor, o ressarcimento dos danos e o pagamento por dano moral coletivo, no valor de R$ 50 mil. Já o engenheiro não deve ser nomeado para ocupar qualquer cargo publico a menos que seja por meio de concurso público.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!