MPGO propõe suspensão de lei que proíbe disciplina sobre ideologia de gênero

A ação movida pelo Ministério Publico de Goiás exigiu a suspensão de procedimentos administrativos disciplinares instaurados.

O Ministério Público de Goiás (MPGO) propôs ação pública contra o município de Valparaíso de Goiás para que suspenda efeitos de artigo da Lei nº 1.078/2015, o qual proíbe professores de ministrar qualquer disciplina que tenha relação com ideologia de gênero ou sexualidade.

Na ação, o promotor de Justiça Daniel Naiff da Fonseca requereu liminarmente, até julgamento final da demanda, a suspensão de procedimentos administrativos disciplinares (PAD) instaurados e sua abertura com base no artigo, bem como a tramitação de medidas disciplinares em curso. Pediu também que a observância e a exigibilidade de atos administrativos de orientação pedagógica restritiva sejam suspensas.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

MP busca reconhecimento da ilegalidade de artigo proibitivo

Na ação, o órgão pediu o reconhecimento da inconstitucionalidade do artigo, declarando nulos qualquer procedimento administrativo disciplinar e medidas disciplinares em tramitação. Anulou também a abertura dessas medidas, assim como a publicação de atos de orientação pedagógica, baseadas na norma restritiva.

 

Tags: