Mudanças em vigor no aplicativo Uber são bem aceitas por usuários e motoristas

Segundo eles, caíram o tempo de espera e o risco à segurança. Possibilidade de saber o destino final do passageiro é motivo para 5% dos cancelamentos

Implementada há menos de um mês, a nova funcionalidade da Uber que apresenta informações detalhadas sobre a viagem aos motoristas tem sido aprovada pelos motoristas e passageiros. A estratégia adotada pela empresa de aplicativos para coibir os constantes cancelamentos na plataforma estava em teste desde 2020.

O vice-presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativos do Estado de Goiás (Amago), Rodrigo Vaz, avalia o recurso como imprescindível para o trabalho. Na opinião dele, o recurso ajuda os profissionais, mas destaca que o principal problema é a tarifação sobre as corridas. 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Antes de pegar uma viagem, eles informam onde o passageiro vai embarcar, o destino dele e o valor total a ser recebido pelo motorista. Na verdade, isso fez os cancelamentos, ou melhor a não aceitação de corridas, aumentar porque a gente identifica se é um lugar complicado ou arriscado. Ajuda a não entrar em fria. Eu mesmo posso dizer que de 20 chamadas, aceito só 4”, afirma.

Apesar disso, a universitária Jordana Silva percebeu mudanças positivas em relação aos cancelamentos, como menos tempo de espera. Ela sempre utiliza a plataforma para solicitar viagens durante a semana para se deslocar entre a residência e o estágio e aos finais de semana para sair com as amigas. 

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Motorista desrespeita sinal de pare, bate veículo e invade supermercado, em Goiânia• Gasolina está mais barata, confira postos com menor preço em Goiânia e Aparecida• Em nova queda, gasolina deve ficar R$ 0,13 por litro mais barata em Goiás

“Diminuíram bastante. No início do ano eram constantes e já cheguei atrasada nos compromissos algumas vezes”, relembra. A percepção é a mesma da publicitária Julia Moraes, que destaca maior tempo de espera no horário do almoço e no fim da tarde. “Anda muito difícil de encontrar motorista e demoram a aceitar a corrida”, diz.

A explicação para isso pode estar relacionada com a saída de motoristas do aplicativo devido ao aumento dos combustíveis, que inviabilizam a realização do transporte, principalmente em curtas distâncias. Antes da mudança, o motorista era notificado apenas sobre a região de destino com o ponto final revelado após a aceitação da corrida e remuneração aproximada com base em valores fixos de tempo e distância da viagem. 

Segundo representantes da categoria, há 17 mil motoristas de transporte individual em atividade no estado e 8 mil de motoentregadores em Goiás, sendo 3,2 mil na capital e na região metropolitana.

Tags: