Home»Cotidiano»Mulher é presa por tráfico de drogas em Uberlândia

Regina era investigada por tráfico de drogas e procurada por prática de homicídio ocorrido em 2016.

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

Policiais civis de Goiás e de Minas Gerais prenderam, no dia no último sábado (28), em Uberlândia, Regina Batista de Souza, de 37 anos, investigada por tráfico de drogas na região de Itumbiara e Bom Jesus de Goiás e procurada por prática de homicídio ocorrido em 2016, também em Bom Jesus.

Regina foi presa ao chegar em uma clínica médica em Uberlândia, município onde se manteve foragida desde a expedição de mandado de prisão preventiva, em 2018, referente ao assassinato de Jeferson Lemes da Silva, de 27 anos, morto na via pública com vários tiros, em razão de disputa pelo tráfico de drogas.

De acordo com as investigações, Regina dirigiu o carro que levou os executores do crime, seu marido Roberto Alves Machado, atualmente preso em Planaltina de Goiás, e Charles Henrique de Oliveira Lourenço, vulgo “Zé Bonitinho”, ainda foragido. A vítima teria sido morta por engano, uma vez que se parecia fisicamente com o verdadeiro alvo, seu primo.

De acordo com os policiais Regina estaria vivendo em Uberlândia, de onde continuou a participar de atividades criminosas, sobretudo, do tráfico de drogas na região sul de Goiás. A atividade ficou comprovada pelo grande arsenal de produção de drogas encontrado nos dois endereços em que vivia, na cidade mineira.

Na residência, um sobrado de alto padrão, foram apreendidos veículos, insumos para preparação de drogas, documentos, R$ 37 mil em moeda corrente e uma pistola. Em uma chácara, foram encontrados depósito e laboratório das drogas que eram remetidas para serem vendidas em Goiás.

Segundo a polícia na propriedade ainda foram apreendidas barras de maconha, crack e produtos químicos que são usados como insumos para produção de cocaína e crack. Na citada chácara ainda foram aprendidos materiais de embalagem e pesagem de drogas, como pinos vazios, balanças, fitas adesivas, máquina seladora e utensílios impregnados com crack; além de maçaricos que eram usados em ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos e placas de veículos de Bom Jesus e Palmeiras de Goiás.

Regina foi autuada e presa em flagrante por tráfico de drogas, posse de insumo para preparação de drogas, posse irregular de arma de fogo de uso restrito e uso de documento falso, uma vez que apresentou CNH falsa no momento da abordagem. Ela foi recolhida ao sistema prisional de Minas Gerais.

 

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!