Home»Cotidiano»Mulher é presa por venda de medicamento proibido
0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Piracanjuba, em desdobramento à Operação Dieta de Risco, cumpriu, na tarde de ontem (9), mandado de prisão preventiva e busca domiciliar contra D. E. A., de 34 anos, em razão da venda de medicamentos de emagrecimento proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Esta é mais uma ação relacionada à operação deflagrada na última sexta-feira, em que a Polícia Civil já havia prendido outras duas mulheres, também suspeitas de comercializarem o produto proibido.

Segundo as investigações, D. E. A. era parceira comercial das outras duas investigadas e tinha o papel de vender e transportar o medicamento proibido até Goiânia. Chamou a atenção o fato de que ela possui formação na área da enfermagem, e mesmo assim estava envolvida no comércio clandestino.

Após o cumprimento do mandado de prisão, D. E. A. foi recolhida na unidade prisional de Piracanjuba, onde permanecerá à disposição da Justiça. Ela responderá pelo crime de falsificação ou adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais, que prevê pena máxima de até 15 anos de reclusão.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!