Jornal Diário do Estado

Mulher ‘manda beijo’ após derrubar motociclista em São Paulo

Vítima contou que acidente ocorreu no momento em que o semáforo abriu. Mulher gravou o momento em que a motorista mandou beijo

Uma moradora de Santos, no litoral de São Paulo, está sendo investigada pela Polícia Civil após derrubar a moto de uma mulher, não prestar socorro e, depois disso, mandar ‘beijos’ para ela. O caso ocorreu na última terça-feira, 14, e foi filmado pela vítima do acidente.

A jornais locais, Thais Silva, de 37 anos, contou que estava voltando do trabalho quando o conflito aconteceu. O trânsito na Avenida Coronel Joaquim Montenegro estava congestionado devido a uma manutenção no semáforo feita pela Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET) e o trânsito foi desviado para a Alameda Armênio Mendes.

“Como eu estava de moto, fui contornando os carros para tentar chegar mais rápido ao meu destino. Quando chegou para virar na Epitácio Pessoa, estava muito trânsito e eu não consegui entrar no corredor. Aí, eu parei entre os carros, na diagonal e fiquei lá”, afirmou ela.

O sinaleiro teria aberto, mas o carro que estava na frente não andou. Thais, então, buzinou para que ele avançasse e, naquele momento, a motorista que estava atrás a atingiu. “Ela devia estar distraída, mexendo no celular, não sei. Só sei quem no mesmo segundo que eu buzinei, ela andou com o carro e não me viu. Aí, ela me derrubou. Não chegou a ser um acidente, eu não estava em movimento. Mas, ela me derrubou. A moto caiu, eu caí, vieram pessoas ajudar”, disse.

A motorista contou que ficou indignada com a situação e que a mulher não teria demostrado interesse em confirmar se ela estava bem ou não. Ela contou que, a poucos metros da queda, tentou conversas com a motorista, mas ela fechou a janela e mandou ‘beijos’ a Thais.

“Eu vou processá-la. Eu entendo que foi algo muito simples, mas poderia ter sido grave”, disse a vítima.

Thais não teve ferimentos, mas sua moto foi arranhada e a lateral esquerda amassada devido à queda.

Versão da motorista

Ao G1, a motorista contou sua versão do caso. Ela informou que estava parada no trânsito quando o sinal abriu e o carro em frente ao dela começou a andar. A mulher disse que acreditou que Thais também andaria e, por isso, avançou com o próprio veículo.

“Os carros da rua lateral começaram a querer passar. O carro que estava na minha frente andou. Ela estava parada em um espaço muito pequeno entre o meu carro e o da frente. Entrou ali e ficou parada. Na minha opinião, sinceramente, ela caiu sozinha”, afirmou a motorista.

A mulher teria tentando sair do carro quando viu a moça caída, mas outros veículos começaram a entrar na rua na frente dela e ela ficou paralisada. “Quando eu consegui tirar o cinto, ela tinha sentado na moto e saído, ilesa. Aí eu pensei: ‘ela não se machucou, não aconteceu nada'”, contou.

A motorista informou ainda que a responsável pelo acidente foi Thais, que estava usando um salto alto para conduzir a moto.