Mulher morre estrangulada pelo próprio cabelo durante entrevista de emprego

A jovem de 21 anos estava fazendo uma entrevista de emprego em uma fábrica quando seu cabelo ficou preso em uma máquina. Ela estava grávida

Uma mulher de 21 anos morreu estrangulada pelo próprio cabelo durante uma entrevista de emprego na Bielorrússia. A assistente de loja, Umida Nazarova teve todo o coro cabeludo arrancado no acidente.

De acordo com o Daily Mail, a jovem, que estava grávida de quase dois meses, se candidatava a uma vaga de emprego na fábrica Svarmet em Borisov, que produz fios de solda e eletrodos.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Funcionários seniores mostravam a fábrica para ela quando o cabelo da mulher, que estava solto, ficou preso em uma das máquinas, enrolado ao redor do pescoço. Ela foi puxada bruscamente para dentro do mecanismo e ficou presa, coberta de sangue.

LEIA TAMBÉM

• Estudante autista é rejeitado em universidade goiana por não ser pardo• Vídeo: Mulher corta o cabelo em plena festa e bomba na Internet• Pastor goiano disse em entrevista que cooperou para aproximar prefeitos ao MEC

A mãe da jovem, Olga, contou que a garganta dela ficou gravemente ferida e que a filha apenas não morreu na hora porque o couro cabelo foi totalmente arrancado.

“Se seu couro cabeludo não tivesse sido arrancado, ela teria sido estrangulada ali mesmo pelos próprios cabelos.”

No entanto, além de perder o bebê, Umida Nazarova sofreu ferimentos graves e não conseguiu recuperar a consciência, sendo declarada morta tempos depois. ”Eles tiraram duas vidas”, lamentou o pai da jovem.

Negligência

O Comitê de Investigação da Bielorrússia afirmou que o funcionário responsável pela entrevista, um chefe de produção, mostrava a fábrica para ela e parou a apresentação por alguns momentos para fazer um registro. Quando virou a cabeça, ele já encontrou a mulher caída no chão inconsciente e o cabelo dela preso na máquina.

Um tribunal o condenou pelo “não cumprimento de seus deveres oficiais devido a atitude desonesta e negligente… causando a morte de uma pessoa.”

Tags: