Jornal Diário do Estado

Nora de Rainha Elizabeth afirma que cachorros latem para espírito da falecida

Em entrevista à revista People, duquesa de York declarou que animais são companheiros. Bichinhos fazem parte de espólio da monarca, estimado em R$ 100 bilhões

A Rainha Elizabeth morreu há seis meses, mas parece ainda estar viva. Os cachorros da monarca latem para o espírito dela, de acordo com a nora da mãe do rei Charles.  Sandy e Muick, da raça welsh corgi pembroke, integram uma lista de 30 cachorros adotados por ela ao longo da vida.

 

“Eles são ícones nacionais, então toda vez que correm atrás de um esquilo, eu entro em pânico. Mas são uma alegria, e sempre acho que, quando eles latem para o nada e não há nenhum esquilo por perto, é porque a Rainha está passando por ali”, afirma  atual tutora, que é ex-esposa do príncipe Andrew, Sarah Ferguson.

 

A declaração concedida em entrevista à revista People inclui análise sobre o comportamento dos animais. A duquesa de York destaca que são companheiros e a acham engraçada. Os cachorros fazem parte do espólio de Elizabeth, que é estimado em R$ 100 bilhões. A lista é extensa, incluindo o patrimônio da Coroa, o ducado de Lancaster, o ducado da Cornualha e a fortuna pessoal.

 

O patrimônio pessoal dela tem o Castelo de Balmoral, a residência de Sandrigham, a Royal Art Collection, uma coleção de selos, joias e animais:  32 mil cisnes, baleias, peixes e golfinhos. A Rainha faleceu aos aos 96 anos e deixou quatro filhos (Charles, Anne, Andrew e Edward), oito netos e 12 bisnetos. 

 

Segundo o Palácio de Buckingham, a residência oficial e principal local de trabalho da Rainha, todos os filhos estão ou estavam a caminho do local após os médicos informarem que a situação da monarca com 70 anos de chefia de Estado era delicada. A causa teria sido velhice. Ela apresentava problemas de mobilidade.