Home»Cotidiano»Obras do BRT na região Sul seguem em ritmo acelerado

Construção da Trincheira, iniciada há pouco mais de 60 dias, será concluída no final de novembro

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado



A trincheira que está sendo construída no cruzamento da Rua 90 com a Avenida 136, no Setor Sul, integra o complexo do sistema BRT. As obras tiveram início no dia 1 de abril, com prazo para conclusão no final de novembro.

Com pouco mais de 60 dias, as obras estão sendo tocadas em ritmo alucinante e estão com mais de 20% dos serviços realizados. Toda a cravação dos perfis dentro da praça já foi concluída e sobre eles estão em execução as vigas de coroamento. A cravação dos perfis do viaduto no sentido Praça Delmiro Paulino Vieira/Praça do Cruzeiro está em andamento e o desvio do trânsito para a pista provisória das avenidas 136 e Jamel Cecílio liberado e com o tráfego fluindo normalmente. Além disso, os serviços de remoção das interferências da Oi e da Saneago (já previstos anteriormente) estão sendo concluídos.

Para garantir um trabalho seguro e de qualidade, é preciso seguir rigorosamente as normas técnicas de engenharia, sob pena de termos uma obra deficitária com riscos de acidentes futuros.

Um desses trabalhos é a execução da junta de dilatação da pista de rolamento do BRT, que precisa ser feita sem interrupções, no início da cura do concreto, a fim de evitar fissuras e garantir qualidade e segurança. Como a concretagem termina, geralmente, entre 15h e 16h, obrigatoriamente, o corte é feito na madrugada. Foi o que ocorreu no trecho compreendido entre a Praça Genaro Maltez e a Praça Delmiro Paulino da Silva, tendo sido o trabalho já concluído.

Atualmente, o Consórcio que executa as obras iniciou o processo de concretagem da pista do BRT na região do Parque Areião até o Terminal Isidória. O serviço deverá acontecer nos próximos 30 dias e durante esse período serão realizados cortes de 7 a 8 cm no pavimento e a cada 5 m e, como ocorreu na Praça Delmiro, é imprescindível que aconteça no início da cura do concreto, a fim de evitar fissuras. Para isso, é inevitável que o serviço ocorra à noite.

É importante esclarecer que durante todo o processo de discussão e início da obra, e continua com a execução, o Consórcio BRT manteve e mantém diálogo constante com moradores e comerciantes da região sobre cada fase do trabalho e todo tipo de ruído que pode causar, salientando que, embora desagradável, é um desconforto passageiro que é preciso enfrentar para o bem e o desenvolvimento de Goiânia.

Respeitando esse diálogo, o compromisso é que na região do Parque Areião os trabalhos não ultrapassem o horário de descanso, entre 23h e 6h da manhã.

“Ninguém gosta de barulho, mas é inevitável nesse estágio da obra, estamos trabalhando num ritmo alucinante para entregar no prazo acordado. No final, tenho certeza de que todos se sentirão recompensados”, analisa Dolzonan da Cunha Matos, secretário de Infraestrutura, responsável pela fiscalização da obra.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!