Olimpíadas: Brasil conquista ouro na canoagem e boxe

As medalhas ficaram com Isaquias Queiroz na canoagem e Hebert Conceição no boxe

O Brasil conquistou mais dois ouros nesta sexta (6) e na madrugada de sábado (7) nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Isaquias Queiroz conquistou ouro na prova de C1 1000M na canoagem. Já Hebert Conceição derrotou o ucraniano Oleksandr Khyzhnia na final dos pesos médios.

Canoagem

O baiano de 27 anos, que é o atual campeão mundial de distância, garantiu a medalha de ouro na prova C1 1000M da canoagem velocidade, com tempo de 4m04s408.

Isaquias se iguala a marca de Serginho e Gustavo Borges e tem o objetivo de se torna o brasileiro com mais conquistas em Olimpíadas.

”Tô meio que aéreo ainda… É diferente ganhar uma medalha de ouro. Estou feliz, mas estou mais feliz por estar deixando vocês no Brasil mais felizes (…). É um trabalho longo, de uma vida inteira. Larguei tudo na minha vida para me dedicar ao esporte, não só eu, mas minha esposa também. Minha mãe passou por muita coisa na vida e hoje está vendo o filho medalhista de ouro, dedico a ela também essa medalha” disse Isaquias.

A medalha de prata ficou com o chinês Hao Liu, com o tempo de 4m05s724. O bronze ficou com Serghei Tarnovschi, da Moldávoa, com 4m06s069.

Boxe

Hebert Conceição conquistou os dois primeiros rounds da final dos pesos médios. O brasileiro de 23 anos não encontrava espaço para jogar no seu estilo e a derrota parecia iminente. Até que o baiano encaixou um espetacular cruzado de esquerda e mandou o rival ao chão no terceiro round.

Essa é a segunda medalha do boxe brasileiro em Tóquio, mas a primeira de ouro. Na sexta-feira (6), Abner Teixera conquistou bronze no peso pesado. Ainda falta a decisão do ouro no peso leve feminino, com Bia Ferreira e a Irlandesa Kellie Anne Harrington. O combate está marcado para este domingo (8), às 2h.

Quadro de medalha

Perto das finais, o Brasil conquistou 18 medalhas até o momento. São: Seis ouros, quatro pratas e oito bronze.

Tags: