Operação Meu Zeloso Guardador: suspeitos presos com imagens de exploração sexual infantil

A quinta etapa da Operação Meu Zeloso Guardador teve os mandados judiciais cumpridos em 10 cidades goianas.

A Policia Civil do Estado de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), cumpriu na manhã desta segunda-feira (25) 11 mandados de busca e apreensão domiciliares. A Operação Meu Zeloso Guardador atuou em dez cidades do estado de Goiás com o objetivo de identificar criminosos que armazenam imagens de exploração sexual infantil, compartilhadas pela internet.

Os mandados foram cumpridos em Aparecida de Goiânia, Cidade Ocidental, Goiatuba, Hidrolândia, Jataí, Minaçu, Pires do Rio, Rubiataba, São Luiz dos Montes Belos e Valparaíso de Goiás. Nos locais os agentes identificaram usuários de internet que, através de softwares específicos, enviavam e recebiam vídeos contendo abuso sexual infantil. Até o momento, quatro pessoas foram presas em flagrante.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Ao todo, mais de 50 pessoas foram presas em flagrante delito.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: em Aragarças, criança é resgatada após subir em caixa d’água• Pedestre morre em acidente na BR-153, em Goiânia• Presidente da CEF é investigado por denúncias de abuso sexual

Esta é a 5ª etapa da Operação Meu Zeloso Guardador, em andamento desde 2018. Ao todo, a Operação executou mais de 104 mandados de busca e apreensão, em 32 cidades do goianas. A realização da ação tem apoio das delegacias locais de cada cidade.

“Para realização da Operação Meu Zeloso Guardador V, foram empreendidas diversas diligências, com utilização de ferramenta própria para investigações em ambiente cibernético, após treinamento oferecido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (SENASP e CIBERLAB), em conjunto com a HSI – Homeland Security Investigation”, esclarece a delegada Sabrina Leles, titular da DERCC.