Orquestra Sinfônica apresenta concerto em parceria com Embaixada da França

O concerto é apresentado nesta quinta-feira (25), no Teatro Goiânia, às 20h. A Orquestra pretende trazer reflexão sobre importantes temas atuais

A Orquestra Sinfônica de Goiânia apresenta, nesta quinta-feira (25), o concerto ”Amazônia”, no Teatro Goiânia, às 20h. Em parceira com a Embaixada da França, o concerto tem a intenção de usar a temática especial para buscar, em âmbito artístico, a reflexão sobre importantes temas atuais, como a conservação da natureza, bem como união e herança cultural e social entre o Brasil e a França.

O concerto terá regência do maestro brasileiro Miguel Campos Neto, artista de carreira internacional, que atualmente, é maestro da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, em Belém. Já o solista será Wesley Lopes, timpanista da Orquestra Sinfônica de Goiânia.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A obra principal do programa será  “Amazônia, concerto para tímpanos e Orquestra”, do compositor francês Pierre Thilloy, que estará presente no evento. O programa também apresentara obras da compositora francesa Augusta Holmes (1847-1903), com Ludus Pro Patria; do compositor brasileiro Francisco Braga (1868-1945) com Episódio Sinfônico; e do compositor brasileiro Carlos Gomes (1836-1896), com as aberturas de ópera ”Salvator Rosa” e “Il Guarany”.

O concerto terá acesso limitado a 430 pessoas, seguindo os protocolos sanitários vigentes, além de orientações próprias adotadas pelo Teatro Goiânia, que abrirá as portas às 19h30 para a entrada, por ordem de chegada.

Amazônia Tour

O Projeto Amazônia Tour é uma realização da Xanadu Association em parceria com a Embaixada da França no Brasil e com a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) para o concerto de Goiânia.

“Tem como objetivo unir música e conscientização ambiental. Para isso, diversas orquestras do país foram convidadas a realizar concertos sinfônicos, com repertório franco-brasileiro, usando a força da música para promover o diálogo sobre a conservação da Amazônia”, pontua o maestro Eliseu Ferreira.

Segundo o maestro, trata-se de uma visão de convivência cultural entre França e Brasil sobre um tema extremamente vital, a Floresta Amazônica. “A produção de um trabalho sinfônico sobre este tema será capaz de destacar as influências comuns entre os dois países. Buscamos na concepção musical a inspiração, tanto acadêmica quanto popular, com o intuito de que o público se aproprie deste corpo cultural comum a estes povos, reconhecendo elementos que os unam por meio da música. Objetivos comuns entre Brasil e França estão representados em ‘Amazônia’: construir um futuro comum, estabelecendo pontes culturais de proteção e respeito ao meio-ambiente, aos direitos sociais, aos povos e à casa comum”, ressalta Eliseu.

Tags: