Jornal Diário do Estado

Pai de santo é preso suspeito de estupro contra várias mulheres, em Aparecida de Goiânia

Uma das vítimas teve o intestino obstruído em razão da violência sexual tendo que se submeter a cirurgia.

Um pai de santo, de 46 anos, foi preso ao final da manhã desta sexta-feira, 26, por suspeita praticar crimes sexuais contra vária, como estupro, contra várias mulheres. Os casos teriam ocorrido no Jardim Helvécia, em Aparecida de Goiânia, onde o religioso morava. Uma das vítimas, estuprada Gleidimar Sousa, conhecido como Júnior de Omolu, teve o intestino obstruído em razão da violência, tendo que se submeter a cirurgia.

De acordo com a Polícia Civil (PC), o pai de santo abusava sexualmente de  mulheres que procuram ajuda espiritual na casa de umbanda supostamente dirigida por ele.  As investigações estão a cargo da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), que já ouviu diversas vítimas.

Casa de umbanda dirigida pelo pai de Santo, em Aparecida de Goiânia (Foto: Divulgação / PC)

Segundo os relatos, o homem usava a religião para se aproveitar da sensibilidade delas, além disso, ameaçava as vítimas dizendo que se elas não o obedecessem, ele destruiria a vida delas através das “entidades.”

Diante da gravidade dos fatos e da possibilidade do surgimento de outras vítimas, a delegada Cybelle Tristão, representou pela decretação da prisão preventiva do investigado e pela busca e apreensão no local onde funciona a casa de umbanda.

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais civis encontraram diversas facas, supostamente usadas para coagir as vítimas. Além disso, os agentes localizaram munições e diversos objetos para a realização de “trabalhos” espirituais e drogas.

Facas suspostamente usadas para coagir as vítimas (Foto: Divulgação / PC) 

Ainda de acordo com a delegada, já foram confirmados três estupros. E outros três são investigados, sendo que um deles a vítima é um homem.

 

 

*Matéria atualizada às 12h50