Home»Poder»Perillo passa primeira noite na sede da Polícia Federal

De acordo com a PF, ele está preso temporariamente e não existe previsão de soltura

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

Durante o depoimento, Perillo negou ter recebido recebido R$12 milhões da Odebrecht

O ex-governador de Goiás, Marconi Perilo, preso na tarde da última quarta-feira (11), enquanto prestava depoimento a respeito da operação Cash Delivery, passou a primeira noite na sede da Polícia Federal em Goiânia. Ele passou a noite em uma sala e não em cela. De acordo com a PF, ele está preso temporariamente e não existe previsão de soltura.

A operção Cash Delivery, deflagrada no último dia 28, investigou repasses de valores indevidos pela Odebrecht nas campanhas de 2010 e 2014. As investigações são fruto de delações premiadas da Odebrecht. Durante o depoimento, Perillo respondeu a 51 perguntas, e negou ter recebido recebido R$12 milhões da Odebrecht.

Ainda segundo a PF, apenas o Tribunal Regional da Primeira Região de Brasília que pode solta-lo ou manter a decisão do Juiz de Goiás.

Em nota a defesa de Maconi afirma estar “perplexa e indignada com o decreto de prisão” e que o ex-governador recebeu o decreto de prisão quando ainda começava seu depoimento.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!