Jornal Diário do Estado

Período chuvoso: motoristas precisam mudar os hábitos no trânsito, alerta SMM

Em Goiânia, a situação é um pouco mais delicada, em função dos jamelões que caem nas ruas nesta época do ano, deixando as vias escorregadias

Com o princípio das chuvas em Goiás, o número de acidentes começa a crescer em todo o estado, mas principalmente, em Goiânia. Em uma semana, foram dezenas, sendo que apenas nesta quinta-feira, 22, quando os temporais ocorreram com mais intensidade, foram mais 10. Dois deles com vítimas fatais.

Em Goiânia, a situação é um pouco mais delicada, em função dos jamelões que caem nas ruas nesta época do ano, deixando as vias escorregadias. Nesta quinta-feira, 22, por exemplo, ao menos 10 veículos colidiram, simultaneamente, por causa da fruta. Por sorte, ninguém se feriu, no entanto, alguns motoristas tiveram prejuízos.

De acordo com o Gerente de Educação para o Trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade de Goiânia (SMM), Horácio Ferreira, as primeiras chuvas “lavam” as vias, que durante todo o período de estiagem sofreu com o derramamento de óleos e combustíveis. E que isso, naturalmente, já deixa as ruas mais escorregadias.

“Em período de seca existe o derramamento de óleo, de graxa, que são absorvidos pelo pavimento. E nas primeiras chuvas, é o momento que existe a lavagem. Então esses resíduos se soltam e dificultam para o condutor, porque torna o piso mais escorregadio”, explica Horário.

Todos esses fatores, ligados ao excesso de velocidade, são os principais causadores de acidentes, inclusive, com vítimas fatais. Portanto, durante todo o período de chuvas, os motoristas precisam “mudar a forma de conduzir” os veículos dentro da capital.

“O motorista goianiense tem o hábito de andar muito próximo do veículo da frente e desenvolver uma velocidade inadequada e muitas vezes em excesso. Esses fatores no período da chuva, faz o número de acidentes aumentar”, afirma Horácio.

Gerente de Educação para o Trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade de Goiânia (SMM), Horácio Ferreira. (Foto: Divulgação/SMM)

Diante disso, a orientação que o gestor dá é que o reduza a velocidade e mantenha uma distância maior do veículo da frente. Isso mesmo durante trajetos simples e curtos, como levar os filhos à escola ou ir ao supermercado.

Ainda de acordo com Horácio, neste período chuvoso, existe um aumento no número de veículos em circulação. E isso, faz com que o trânsito fique mais intenso. Isso porque, algumas pessoas que utilizam motos, mas que tem carro, passam a usá-lo. Outros, passam a optar pelo uso de aplicativos de transporte privado.

Portanto, para evitar acidentes, o condutor precisa se planejar melhor.

“Ele precisa sair de casa mais cedo para não chegar atrasado no trabalho ou na faculdade. No horário de almoço, precisa ter mais atenção, pois pode estar chovendo. Essas adaptação as pessoas precisam urgentemente fazer no período de chuva”, conclui Horário.