Jornal Diário do Estado

PF devolve 131 mil m³ de madeira apreendidas, em Amazonas

Mesmo com esforços do delegado Alexandre Saraiva, a madeira foi devolvida

A apreensão da maior carga de madeira já apreendida em solo brasileiro foi devolvida aos madeireiros após enorme esforço do então delegado da Polícia Federal, Alexandre Saraiva, para que foi apreendida. As 131 mil  m³  de madeira foram apreendidas no final do ano passado.

A opera ação teve intervenção do ministro Ricardo Salles, que foi até a região para ouvir os madeireiros e garantir que, se ele provassem por meio de documento, que a madeira havia sido extraída dentro da legalidade teriam o produto devolvido. A intervenção de Salles foi denunciada ao STF e ao TCU.

Nenhum ministro na história nunca se manifestou ao contrário sobre uma operação que pretendia proteger a floresta. De acordo com Alexandre Saraiva, o ministro atrapalhou a fiscalização ambiental e patrocino interesses privados. Logo após a denúncia, o delegado foi demitido. Durante a audiência virtual na Câmara dos Deputados, o delegado disse que a investigação apontou desmatamento ilegal, grilagem de terra, fraude em escrituras e exploração madeireira em áreas de preservação permanente.

Na mesma semana, o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, teria transferido o gabinete até Ministério do Meio Ambiente, do Ibama e da ICMBio, de Brasília para o oeste do Pará, onde Salles alegou que acompanharia operações de fiscalização da região em conjunto a Força Nacional.