PF investiga tráfico de drogas em aviões da FAB

Por meio da operação Quinta Coluna, estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão para apurar a suspeita de tráfico

Na manhã desta terça-feira, 2, a Polícia Federal deflagrou, no Distrito Federal, a operação Quinta Coluna, para investigar uma associação criminosa que usou aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para traficar drogas para a Espanha. As investigações também apuram um esquema de lavagem de dinheiro.

Ao todo, estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados que restringem a comunicação dos investigados. Os alvos também foram impedidos de deixar o Distrito Federal, por determinação judicial.

Durante a operação, os agentes apreenderam drogas na casa de um dos suspeitos, que não teve a identidade revelada. A Justiça Federal de Brasília ainda determinou o sequestro de imóveis e de veículos dos suspeitos de integrar o esquema criminoso.

Segundo a PF, as investigações demonstram que, além do sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, flagrado com 37 kg de cocaína em um avião da comitiva presidencial em junho de 2019, na Espanha, outros suspeitos se associaram ao militar, “de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas”.

Em relação à lavagem de dinheiro, as investigações apontam “diversas estratégias do grupo criminoso” para ocultar os bens obtidos por meio do tráfico de drogas, “especialmente a aquisição de veículos e imóveis com pagamentos de altos valores em espécie”, explicou a PF.

Tags: