PF prende grupo que comprava produtos químicos para misturar com cocaína

Grupo tinha atuação em Goiás e no Pará, e usava empresa de fachada para adquirir controlados como cafeína, lidocaína e ácido bórico

A Polícia Federal (PF) prendeu um grupo suspeito de comprar produtos químicos em quantidades maiores do que as indústrias farmacêuticas e misturar com cocaína. Na casa de um dos suspeitos, em Goiânia, foi encontrado cerca de R$ 1 milhão. A operação deflagrada nesta quinta-feira, 9, contou com apoio de 70 policiais.

R$ 1 milhão encontrado na casa de um dos suspeitos (Foto: Divulgação PF)

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Ao todo foram cumpridos 14 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Bela Vista de Goiás, Acreúna, Rio Maria (PA) e São Félix (PA). Em todos os locais, os federais encontraram pacotes de dinheiro escondidos em malas e gavetas de roupas íntimas.

LEIA TAMBÉM

• Em Goiânia, literatura ganha impulso com redes sociais e adaptações de TV e cinema• Ciclovia entre campus da UFG deve reforçar mobilidade com integração de modais• Goiânia recebe feira de discos de vinil, com muita música e várias atrações

Os investigadores também descobriram que uma empresa de fachada comprava produtos químicos controlados e fiscalizados pela PF, como cafeína, lidocaína e ácido bórico, e misturavam com cocaína para aumentar a quantidade da droga.

Segundo a PF, em um ano a empresa investigada adquiriu mais de 17 toneladas de produtos químicos destinados ao tráfico de drogas. “Nem mesmo os cinco maiores laboratórios farmacêuticos do país realizaram aquisições de tamanho vulgo em espaço tão curto de tempo”, disse a polícia federal na divulgação da operação.

As substâncias formam um pó branco, parecido com a cocaína, e causam um efeito anestésico ou estimulante no sistema nervoso central.

Vídeo:

Tags: