Polícia abre investigação contra Nego do Borel por estupro dentro de “A Fazenda”

O participante foi expulso no ultimo sábado após decisão da emissora

A Policia Civil de São Paulo, abriu uma investigação contra o cantor Nego do Borel, 29, logo após ele ser acusado de estuprar a modelo Dayane Mello, 32, depois de uma festa no reality show “A Fazenda” exibido na Record TV.

Em nota enviada ao G1, a Secretária de Segurança Publica de São Paulo (SSP SP) confirma o início das investigações contra Nego.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Um cantor, de 29 anos, é investigado por suspeita de estupro de vulnerável contra uma mulher, de 32, dentro de um reality show, neste sábado (25), em Itapecerica da Serra. A advogada da vítima compareceu ao distrito policial e relatou os fatos, além de apresentar um pendrive com as imagens do ocorrido.”

“O caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pela Delegacia de Itapecerica da Serra. A unidade analisa as imagens dos fatos e realizará a oitiva do suspeito. Outros detalhes serão preservados a fim de garantir a autonomia do trabalho policial.”

Começo das acusações

A abertura da investigação iniciou logo após fãs do reality movimentarem as redes sociais no último sábado (27), denunciando o possível abuso sexual cometido pelo funkeiro e pedindo a expulsão do mesmo. Os assinantes do playplus, plataforma que transmite 24h o reality, viram e divulgaram o momento das investidas contra a modelo que estava bêbada. Em um vídeo, deitados na mesma cama, Day diz a Nego:  “‘Nego, eu tenho uma filha. Não posso. Entendeu? Não posso” Relatos e cortes de vídeos, geraram grande repercussão na internet, pressão em cima do reality e da emissora, que se viram na obrigação de tomar uma atitude em relação ao assunto.

Outros participantes chegaram a perguntaram para a modelo se ela queria continuar deitada ao lado de Nego do Borel. Foto: Divulgação/TV Record

Nego do Borel expulso do reality

Em comunicado feito nas redes sociais do reality, a emissora se posicionou em relação ao assunto, e depois de ter analisado as imagens, ouvir a participante e consultado o departamento jurídico, o participante foi expulso por ter descumprido uma das regras do programa que fala que qualquer atitude que possa ameaçar ou colocar em risco a integridade física de um ou mais participantes pode levar à expulsão.

“A Record TV informa que desde a manhã deste sábado, 25 de setembro, trabalha na apuração criteriosa em relação aos acontecimentos desta última noite no reality ‘A Fazenda’ envolvendo o Nego do Borel e Dayane Mello Todos os detalhes serão esclarecidos ao público no programa deste sábado”

“Além do atendimento psicológico, Dayane passou por uma entrevista completando os elementos primordiais para uma tomada de decisão justa. Diante dos fatos apurados, a direção da Record TV decidiu pela retirada do Nego do Borel da competição. Uma equipe multidisciplinar cuidou da análise de todo o material gravado, além de aguardar pelo despertar da Dayane e dos demais peões para juntar mais elementos, falas e depoimentos que pudessem amparar a decisão a ser tomada.”

As assessorias de Nego do Borel e Dayane, também se pronunciaram sobre o assunto. Nas redes do Nego, depois da expulsão, o próprio cantor se pronunciou em vídeo comentando o acontecido e dizendo que foi injustiçado.

“Eu dormi do lado de uma pessoa, sim, alcoolizada. Eu ‘tava querendo ficar com ela, e ela querendo ficar comigo. Isso não era dali, já tinha uma história. Vocês podem ver que depois da noite, na piscina, ela fala que quer dormir comigo de novo. Eu não estou entendendo. Vou acabar tirando a minha vida, não estou blefando, estou falando do fundo do meu coração. Estou quero saber o que fiz para merecer tanto ódio, estou sendo chamado de bandido. Amigos me abandonaram, não quiseram me escutar”.

 

A assessoria de imprensa da modelo brasileira chegou a levar a polícia até a sede do reality, em São Paulo. Foto: Reprodução/Instagram

Já no Instagram de Day, a assessoria não aprovou a edição exibida no sábado (27), relatando o ocorrido.

“Segundo o programa exibido, o resumo da noite da vítima foi correr atrás do homem que a violentou, dando indícios e sinais afirmativos para que o mesmo se sentisse livre para praticar o ato. Mostrando uma narrativa dos fatos, na qual colocam a vítima do abuso como alguém que buscou se colocar naquela situação, além de romantizarem todo o ocorrido“

“Esconderam dos olhos do público as diversas vezes que Dayane disse para parar, que não podia e não queria. Não mostraram as falas repugnantes do participante falando que precisava de concentração para seu órgão íntimo ficar rígido o suficiente para praticar atos sexuais”.

Nego do Borel já tem outras denúncias em seu histórico, no início deste ano, a ex namorada, Duda Reis, 20, registrou um boletim de ocorrência por estupro e ameaça contra ele, e em setembro ele foi indiciado por violência doméstica.

Tags: