Home»Cotidiano»Polícia Civil conclui investigação sobre três casos de estupro em Aparecida de Goiânia

Exames de DNA confirmam que Edivaldo Francisco de Sousa, de 47 anos, é o autor dos crimes

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) concluiu a investigação sobre três casos de estupros ocorridos em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Um mandado de prisão preventiva foi cumprido contra Edivaldo Francisco de Sousa, de 47 anos. Exames de DNA confirmaram a autoria dos crimes. A polícia afirma que o homem possui extensa ficha criminal, com inúmeras passagens por tentativa de estupro e roubo.

De acordo com a investigação, Edivaldo chegava em uma moto, abordava a vítima em casa, sempre pedindo informações sobre outras pessoas. Em seguida, mostrava a arma, agarrava a mulher, a estuprava dentro da residência e lhe roubava o celular.

Ainda segundo a polícia, o autor agia com muita violência e agressividade. Em um dos casos, manteve o filho da vítima, de 12 anos de idade, preso dentro do banheiro enquanto cometia o estupro. Após o crime, tinha o costume de ameaçar matar as vítimas caso elas o denunciassem.

As investigações avançaram no curso da força-tarefa instaurada em Aparecida para apurar possíveis estupradores em série. Edivaldo foi preso no dia 7 deste mês e encontra-se recolhido na Penitenciária Odenir Guimarães (POG).

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!