Home»Cotidiano»Polícia Civil identifica quarto suspeito de assalto a joalheria em Aparecida de Goiânia
0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado


A Polícia Civil apresentou, na nesta terça-feira (19), a identidade do quarto suspeito de executar o assalto a uma joalheira em Aparecida de Goiânia, no último domingo (17). Paulo Sérgio Neres China, de 23 anos, está foragido. Outros três suspeitos de participarem da ação morreram em confronto com a Polícia Militar. Segundo o delegado responsável pelo caso, Carlos Levergger, um quinto suspeito, que teria dado suporte ao grupo, ainda não foi identificado.

De acordo com as investigações, Paulo Sérgio tem uma extensa ficha criminal, incluindo passagens por associação criminosa, tráfico de drogas e latrocínio. “Até agora já sabemos que foi ele que organizou o assalto à joalheria. Ele liderou a dinâmica, cooptou os demais participantes, verbalizou as ações no local e, portava, inclusive, a arma utilizada no crime”, explicou o delegado em coletiva de imprensa.

Paulo Sérgio Neres China, suspeito de executar o assalto a uma joalheira em Aparecida de Goiânia

O assalto à joalheria aconteceu no Buriti Shopping, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, no domingo (17). Clientes que estavam no centro de compras ficaram em pânico, mas não há registro de feridos. A Polícia Militar foi acionada para atender à ocorrência. Na ocasião, quatro homens renderam um segurança e cometeram o assalto e fugiram em um carro HB 20. Câmeras de segurança registraram o crime.

Três suspeitos do assalto, incluindo dois menores de idade, foram mortos em confronto com a Polícia Militar, na tarde de segunda (18). Segundo informações da própria PM, um quarto homem também estava escondido no local e teria fugido durante a troca de tiros. Para a Polícia Civil, esse quarto homem seria Paulo Sérgio. No celular de um dos mortos, havia mensagens que comprovam o envolvimento do grupo no assalto à joalheria, cujo prejuízo ainda não foi calculado.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!