Home»Cotidiano»Polícia Civil localiza recém-nascido sequestrado dentro de maternidade
0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado


A equipe da 22ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia conseguiu localizar um recém-nascido em menos de 24h depois de ter sido sequestrado da Maternidade Nascer Cidadão. Foram presas a técnica em enfermagem Elenita Aparecida Lucas Correia e sua tia Elida Correa Dantas no início da tarde desta quinta-feira (30). Elenita é funcionária do ambulatório da Maternidade Nascer Cidadão e é suspeita de ter subtraído o recém-nascido, cuja mãe tinha disponibilizado para adoção.

Segundo a investigação, Elenita pediu às enfermeiras para pegar a criança no colo. Aproveitando-se da situação, usou um cobertor para fazer volume no berço e levar a criança. Uma servidora da maternidade contou à polícia que a viu saindo do local. Ao chegar na cama, percebeu que o bebê já não estava mais lá. Outra testemunha, que acompanhava uma gestante, viu o momento em que Elenita deixou a maternidade carregando uma sacola que parecia estar pesada. Elenita usou sua motocicleta para levar a criança, no bagageiro, até a casa de sua tia Elida. A tia confessou que o bebê seria doado para um casal de parentes que não tem filhos. Os policiais civis encontraram, como prova, algumas fraldas dentro da bolsa de Elenita.

A Polícia Civil conseguiu localizar o paradeiro da criança na casa do referido casal. O bebê foi recolhido e deve ser entregue ao conselho tutelar. As duas mulheres foram encaminhadas à delegacia, onde foram autuadas em flagrante pelo crime de subtração de menor incapaz, cuja pena varia de dois a seis anos de reclusão.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!